COMO PREVENIR DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS?

 COMO PREVENIR DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS?

Reconhecer verdadeiramente seus sentimentos, a ponto de nomear corretamente as suas emoções, para poder gerenciá-las. A prevenção de doenças psicossomáticas envolve conhecer as próprias emoções. A somatização do pensamento gera transtorno psicossomático e desencadeia doenças físicas e emocionais. A somatização ocorre quando emoções ou problemas de ordem psicológica se manifestam por meio de sintomas físicos. Entenda que a somatização é uma ação sobre o corpo, é a representação física do desequilíbrio psíquico e biológico.

As experiências emocionais em seu contexto social, exercem um papel central no processo de somatização através de sintomas físicos, cuja origem não é explicada pelas ciências médicas, e por este motivo é considerado sintomas de origem emocional. A melhor forma de prevenir doenças psicossomáticas é cuidar da sua saúde emocional. Lembre-se, corpo e mente estão totalmente interligados e sofrem as consequências dessa ligação o tempo todo. Por isso, prestar atenção aos sintomas psicológicos é tão importante quanto fazer os exames de rotina.

Nesse sentido, desenvolver o autoconhecimento é um ótimo caminho para a prevenção de transtornos ligados as nossas emoções. Quando prestamos mais atenção à forma como nossa mente reage ao mundo exterior, aprendemos a prever momentos estressores e a lidar melhor com eles. Outra forma eficiente de prevenir transtornos emocionais é manter uma vida saudável e prazerosa. Busque atividades que te faz bem, para o autoconhecimento e a saúde emocional, seja flexível e busque novas formas de lidar com as dificuldades.


Descubra e respeite seus limites, pois todos nós temos limites, evite agir por impulso, o que pode te levar ao arrependimento e a culpa, não tente resolver tudo sozinho, fale sobre seus sentimentos e dúvidas. Aprenda como agir em momentos de dificuldade e melhorar os relacionamentos interpessoais. Para que o bem-estar próprio seja garantido, é necessário manter as emoções negativas sob controle. Afinal, lidar com emoções negativas depende de como os pensamentos, os sentimentos e as atitudes são gerenciados. Se nada disso for suficiente busque ajuda de um psicólogo, ele pode te ajudar a encontrar seu bem-estar.

Quando as emoções negativas, por exemplo, raiva, medo, insegurança e tristeza aparecem, é preciso dominá-las e não permitir que elas te controlem. Aumente a sua autoconfiança e defina até onde se quer chegar e alcançar seus objetivos, saiba que nem sempre são etapas fáceis, é necessário reconhecer seus pontos fracos e fortes, trabalhando para modificá-los ou aprimorá-los. E, esse desafio só pode ser vencido por meio da autoconfiança. O nosso cérebro é dotado de uma potencialidade enorme. A questão é que a maioria das pessoas não tem consciência disso e desacredita de si mesmo ao enfrentar obstáculos que julga serem insuperáveis.

Ter inteligência emocional caracteriza a pessoa que é capaz de identificar seus sentimentos e suas emoções com mais facilidade. Para que você alcance o sucesso pessoal e profissionalmente é necessária uma boa dose de dedicação, esforço e disciplina, mas isso a maioria das pessoas sabem. O que muitos ignoram é o fato de que desenvolver inteligência emocional auxilia não só nesses processos intelectuais, mas em todos os âmbitos da vida. Saber como agir em momentos de dificuldade e melhorar os relacionamentos interpessoais depende de como os pensamentos.


Os sentimentos e as atitudes são gerenciados.


Essa habilidade, favorece o bom relacionamento entre as pessoas, permitindo um maior entendimento nas relações pessoais, e a melhor interação e comunicação no trabalho. Além disso, a inteligência emocional influencia, de forma positiva, a saúde física e mental. Ela previne transtornos psicológicos, como ansiedade e depressão, bem como distúrbios psicossomáticos. Desenvolvendo a sua inteligência emocional, você começa a reconhecer suas próprias limitações e trabalhar para ser tolerante com as falhas dos outros e as próprias. Portanto, o ideal é dominar os impulsos e as emoções antes de tomar decisões ou dizer alguma coisa que pode te prejudicar.

O estresse é um dos responsáveis por várias doenças, pode agir sobre várias áreas do organismo, causando por exemplo: dores de cabeça, pressão alta, problemas cardíacos, problemas de pele, depressão e ansiedade. O estresse produz modificações no nosso corpo, ocorre um desequilíbrio orgânico e mental. O primeiro passo é analisar sua vida e sua rotina, pois seu estilo de vida, atitudes, crenças e valores pode estar causando o estresse. Saber quais atividades, situações ou pessoas que causam tensão é extremamente necessário para mudar seus hábitos e diminuir o estresse.

Você pode aprender a gerenciar o estresse, comece a elaborar uma lista com os afazeres, enumerando e especificando os mais e os menos urgentes. Cuidar da saúde, ter momentos de lazer e respeitar seus limites são ações que podem auxiliar e, facilitará no controle dos sentimentos negativos gerados pela pressão. Quanto mais a inteligência emocional for aprimorada, mais confortável e seguro se sentirá para resolver seus problemas. O caminho para a prevenção de transtornos ligados às nossas emoções é cuidar da saúde emocional e desenvolver o autoconhecimento.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RESENHA - CARTAS A UM JOVEM TERAPEUTA

❤️✅ JOGUE FORA O LIXO EMOCIONAL !

A BUSCA PELA QUALIDADE DE VIDA E BEM-ESTAR EM 7 PASSOS.